O que aprendi com meu amigo Brownie sobre liberdade.

Recentemente eu e meu marido adotamos um cachorro que estava abandonado na praia onde moramos. Ele já estava por ali há alguns meses, e frequentemente era visto correndo pela praia e tomando banho de mar. Quando o adotamos várias pessoas nos parabenizaram e disseram: Que bom agora ele tem um lar!"

Agora vou falar sobre o outro lado dessa história.

No momento em que o adotamos acabaram os passeios pela praia e os banhos de mar, pois não é permitido cachorros (que tenham donos) na praia.

Deixávamos frequentemente ele sair, dar umas voltinhas, afinal ele fazia isso sempre e o que mudou agora é que ele estava alimentado e assim não reviraria os lixos dos vizinhos à procura de comida, mas os passeios do nosso amiguinho também acabaram, pois algumas pessoas, com medo, passaram a reclamar para gente que ele estava solto, mas ele estava solto ali até outro dia, qual a diferença? Sendo que agora ele estava vacinado, alimentado, a diferença é que agora ele tinha um dono para reclamarem. Passamos a andar com ele na coleira, o que começou a ser outra odisséia, porque ele não estava acostumado e nos arrastava pela rua, aí conversamos com o veterinário e assistimos alguns vídeos sobre adestramento e começamos a tentar adestrá-lo. Com esse processo houve muito estress, tanto para ele quanto para nós. Nos diziam, ele não pode isso, ele não pode aquilo, ele tem que andar assim, ele tem que andar assado, coloca enforcador, puxa daqui, aperta de lá, dá "recompensa", como se o animal não tivesse sentimentos. E ainda nos diziam, ele está dominando vocês... E eu pergunto, e daí? Eu não quero dominá-lo e pouco me importa se ele achar que é o meu dono, só quero esse companheiro do jeito que ele é, fazendo suas "cachorrisses" e sendo feliz.

Em resumo, com tantas regras nosso amiguinho está sem liberdade. Ok ele tem comida todo dia, tem carinho, mas será que ele está feliz? Eu não sei essa resposta.

O que sei é que isso tudo me levou a uma grande reflexão... Isso não é o mesmo que acontece com a gente, seres humanos (supostamente) inteligentes? Criamos tantas regras, que perdemos nossa expontaneidade. Dizem para nós, você não pode isso, você não pode aquilo e deixamos de ser quem nós somos. Somos tolhidos, formados (colocado dentro de formas) para nos encaixarmos em um sistema, um padrão. Representamos tantos papéis, que não sabemos mais quem somos. Perdemos tanto a liberdade, que nos tornamos prisioneiros de nós mesmos!

Beijos no coração e uma excelente reflexão!

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square